sábado, 30 de agosto de 2014

MANUEL SOARES BULCÃO NETO




Agosto é o mês de vinda e ida do Bulcão. O Soneto acima foi escrito em 2012 como estranho mas carinhoso retrato desse amigo autor de Sombras do Iluminismo e foi incluído no e-livro Contra o Princípio Copernicano. É uma homenagem ao Manuel, e bem parecida com ele: indagadeira, cheia de elucubrações e citações: "sum, ergo cogito" é Descartes às avessas - sou, logo penso; o "maxignorante/ caniço pensante" é de Blaise Pascal e o "Noturno Alter Ego" é o ensaio de abertura de As Esquisitices do Óbvio. Bulcão foi passear e nos deixou aqui, por enquanto, com as reflexões que eram suas, acrescidas agora do sentimento de - Saudade

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

quarta-feira, 23 de julho de 2014

HOMENAGEM


Bairro Vila União, Sobral City, Siriará. Pichação e Fotografia de Renan Dias 

quinta-feira, 26 de junho de 2014